Os 7 Grãos que são Ótimos para Proteger seu Organismo

Os 7 Grãos que são Ótimos para Proteger seu Organismo

No café-da-manhã, no almoço, nos lanches e no jantar. O ideal é saborear cereais e grãos ao longo do dia. Lá se vai a época em que esse grupo era associado exclusivamente ao desjejum.

Para validar a recomendação, entretanto, é importante que esses alimentos estejam na versão integral. Não vale apostar nos refinados. Apenas os legítimos cascas grossas têm o poder de proteger o nosso organismo.

Aquela consistência dura, que causa estranheza a certos paladares, esconde uma porção de substâncias benéficas. Já os que passaram pelo refino, apesar da boa aparência e da textura macia, perderam grande parte dos nutrientes. Conheça agora os 7 superpoderosos.

Dica de 7 Grãos que são ricos em nutrientes e vitaminas

Aveia

Aveia

Seus versáteis grãos enriquecem as mais diversas receitas, desde singelos mingaus até elaboradas tortas. E a presença da aveia à mesa sempre faz o coração bater feliz. Esta amiga do peito tem a capacidade de reduzir os níveis de colesterol na circulação.

Seu segredo se chama betaglucana que é um tipo de fibra soluvel. No nosso intestino, essa substância se liga à água e forma uma espécie de gel. Assim, arrasta gorduras para fora do organismo.

Há ainda evidências de que a mesma betaglucana breque a síntese do temível colesterol no fígado. Outro ponto a favor, que começa a aparecer em estudos, é sua atuação antinflamatória, livrando os vasos da aterosclerose.

Betaglucana é o nome do tesouro guardado nos grãos de aveia. Essa substância age de maneira eficaz na redução do colesterol e, por essa razão, é aclamada como protetora do peito

Centeio

Centeio

Ele serve de matéria prima para a produção de bebidas como o uísque, o gim e a cerveja. Também é comum estar entre os ingredientes dos pães principalmente nas receitas européias. Aliás, é na padaria que suas qualidades saltam aos olhos nos copos, elas não são, digamos, notórias.

A farinha feita de centeio é um amontoado ímpar de fibras. Essas substâncias são uma ótima pedida para quem precisa perder alguns quilos, já que têm o poder de controlar a fome.

O mecanismo dessa atuação é bem simples: as fibras interferem no esvaziamento gástrico. Assim, o estômago permanece cheio por mais tempo, durante o qual o cérebro recebe sinais que exprimem a vontade de comer. Além disso, o cereal contribui para o equilíbrio dos níveis de insulina.

Um de seus maiores atributos é combater a obesidade. Suas fibras colaboram para que o estômago permanece cheio por mais tempo. O cérebro então, freia a compulsão alimentar.

Quinoa

Quinoa

Esses grãos faziam um enorme sucesso entre os incas, mas, com a chegada dos espanhóis, na América do Sul foram substituídos por trigo. A quinoa era usada em rituais, o que provocou certo temor entre os europeus.

Para nossa sorte, entretanto, continuou sendo cultivada meio às escondidas, em escala bem menor, e hoje está entre os alimentos mais badalados graças a uma inigualável reunião de nutrientes.

Para começar, sua porção protéica é de excelente qualidade. Ela, que não é cereal, e tampouco uma leguminosa ao pé da letra seria um pseudo-cereal oferece ainda bons teores de carboidrato e ferro.

Mas o que esbanja mesmo é fósforo. Daí ser uma aliada contra a osteoporose, já que o fósforo é famoso por fazer dobradinha com o cálcio na mineralização dos ossos.

O alimento, que era festejado em rituais incas, foi banido pelos europeus. Centenas de anos se passaram e agora a quinoa é aclamada como uma protetora do esqueleto. Isso por conter ótimas doses de fósforo, mineral indispensável para os ossos

Milho

Milho

Eis um alimento de encher olhos. Não apenas pela beleza de seus grãos amarelos e lustrosos, mas também pela alta concentração de luteína e zeaxantina. Essa dupla de substâncias tem ação antioxidante e atua principalmente nas células da retina, afastando danos à visão.

É raro encontrar uma espécie que contenha ambas em grande quantidade, como aqui. Outra substância que aparece aos montes no cereal é a fibra. Mas, nesse caso, o milho campeão é o de pipoca.

Os flocos brancos, macios e indispensáveis no escurinho do cinema, oferecem cinco vezes mais o nutriente do que o alface! Dão uma força ao intestino. Tal benefício, entretanto, só é alcançado junto de boas doses de água, sucos ou outras bebidas.

O milho é o cereal mais cultivado no Brasil. Seus grãos são ótimos fornecedores de luteína e xeaxantina, que preservam a visão. Já a pipoca é consagrada por fornecer baldes de fibras mais que o alface

Arroz

Arroz

A versão integral deste cereal concentra um punhado de vitaminas do complexo B. Destaca-se a B6, fundamental na produção de serotonina, o neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar.

O arroz oferece ainda B1, nutriente que auxilia no aproveitamento de energia. Sem ele, portanto, sobra cansaço. Mas, se você passa longe dos grãos levemente marrons por achar que eles são tão deliciosos quanto.. palhal, vale incrementar a receita com ingredientes como a cebola e abusar de água na hora do preparo. Pense bem, seria um desperdício não incluí-lo no menu.

Vitaminado, o oferece doses elevadas do badalado complexo B. Vale enfatizar a vitamina B6, que entra na produção da serotonina, um dos neurotransmissores associados ao bem-estar

Trigo

grãos de Trigo

Trata-se da melhor fonte de zinco no reino vegetal. Uma xícara de seu farelo concentra uma pitada além da recomendação diária desse nutriente. Portanto, basta salpicar o ingrediente em saladas, frutas e outras preparações para garantir uma série de benefícios atribuídos ao mineral.

Talvez sua mais nobre função seja a participação na maturação dos linfócitos, um grupo de células do sistema imune que destrói microorganismos e barra encrencas como resfriados e outras infecções oportunistas.

De mais a mais, ele atua no crescimento. De maneira simplista, o zinco é como o cimento entre os tijolos que formam a parede. Outra de suas grandes atuações é entrar na receita do colágeno, a proteína que dá sustentação à pele.

O farelo de trigo é o cereal número um contra doenças oportunistas. Isso graças ao seu alto teor de zinco, nutriente fundamental para as nossas defesas, mas que também é importante na manutenção da pele

Cevada

Cevada

Ela funciona muito bem como petisco, já que estoura feito pipoca. Embora seus flocos não fiquem tão bonitos, o sabor é bastante agradável. Outra ótima pedida é incluí-la em sopas.

Incrementar as receitas com a cevada é uma inusitada maneira de acrescentar magnésio no dia-a-dia. Ainda que não seja um dos minerais mais afamados, ele é indispensável à saúde. Para começar, ajuda a afastar a osteoporose.

O nutriente atua ainda na produção de energia e dá uma força aos músculos. E seus atributos não param por aí. Como participa de reações do sistema nervoso, seu déficit provoca uma tremenda irritabilidade. Não a toa, estudos o apontam como um aliado contra os sintomas da tensão pré-menstrual.

Seus grãos são fonte de magnésio, um mineral importantíssimo para reações do sistema nervoso e que ajuda a abrandar a famigerada tensão pré-menstrual

Curtiu? Então Comenta!!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *