Dieta Hipocalórica

Dieta Hipocalórica

Uma dieta hipocalórica é uma dieta para emagrecer para tratar a obesidade, mas também para manter uma saúde equilibrada. Numa dieta hipocalórica são ingeridas entre 1000 e 1800 calorias por dia, o que torna possível controlar o peso e emagrecer. Se juntar as baixas calorias à ingestão de alimentos saudáveis vai sentir mais energia e vitalidade, mesmo com menos calorias.

Nem todas as dietas hipocalóricas são iguais; existem muitas variantes com limites calóricos e alimentos diferentes. Por isso não é possível dizer se uma dieta hipocalórica é boa ou má; depende do tipo de dieta. Dietas hipocalóricas com alimentos naturais, carnes biológicas, grande porcentagem de vegetais crus são recomendadas.

Ao contrário disso, as dietas hipocalóricas com limites calóricos baixos baseadas em shakes para emagrecer não são recomendadas.

Dieta Hipocalórica com Acompanhamento Médico

Dieta Hipocalórica com Acompanhamento Médico

Os dietéticos e médicos recomendam esta dieta conforme as necessidades específicas de emagrecimento dos pacientes. Um adulto normal deve consumir cerca de 0,8 gramas de proteínas por cada quilo de peso, o que ajuda a emagrecer pois quando se consome proteínas e gorduras em vez de carboidratos o corpo começa a queimar gordura.

Se a pessoa ingerir menos de 1200 calorias diárias podem ser necessários suplementos vitamínicos.

Os profissionais da saúde e os dietéticos recomendam a dieta hipocalórica dependendo dos hábitos alimentares do paciente. É tomada em consideração a forma de preparação, a quantidade que a pessoa come, os tipos de comida que a pessoa gosta, a atividade física e outros fatores relevantes.

Com estes dados o nutricionista pode analisar estes fatores e recomendar um programa para conseguir e manter o peso ideal.

No inicio da dieta hipocalórica é comum as pessoas estarem sempre com fome. Para resolver isto é recomendado o dietista deve matar a fome com comidas de baixas calorias, como vegetais crus, chá e café preto ou outro tipo de bebida sem açúcar. Se o paciente não sofre de qualquer problema cardíaco ou edema os médicos recomendam também uma dieta com pouco sal.

Eficácia da Dieta Hipocalórica

A dieta hipocalórica é aconselhada a pessoas com obesidade grave com o intuito de perder peso em curto prazo. É também eficaz em indivíduos moderadamente obesos. A dieta hipocalórica pode fazer emagrecer entre 1 a 2,5 quilos por semana. A dieta hipocalórica não serve só para o emagrecimento, também alivia os sintomas da diabetes, hipertensão arterial e colesterol alto.

Esta dieta é muito boa para emagrecimento em curto prazo, mas se estiver a pensar em longo prazo pode de seguir uma dieta mais moderada.

A Dieta Hipocalórica É Segura?

A Dieta Hipocalórica É Segura?

A dieta hipocalórica é segura mas não é para todos. Se estiver a sofrer de obesidade (índice de massa corporal acima de 30) esta dieta vai dar resultados rápidos, mas é recomendado fazer esta dieta com uma supervisão de um nutricionista.

Se o seu IMC for menor que a não vale a pena fazer esta dieta a não ser que sofra de uma condição médica originada pela obesidade. O acompanhamento ajuda a manter a motivação e a comer alimentos saudáveis.

Não deve fazer uma dieta destas se estiver grávida ou a amamentar. Normalmente esta dieta não é recomendada na fase de crescimento de crianças ou adolescentes. Esta dieta também não é recomendada a pessoas com mais de 50 anos devido a vários fatores relacionados com a idade, como condições médicas pré-existentes e outros efeitos secundários.

Efeitos Colaterais da Dieta Hipocalórica

Os efeitos colaterais mais comuns da dieta hipocalórica são a diarreia, azia, fadiga e náuseas durante as 4 a 6 primeiras semanas. Estas complicações são em curto prazo e as pessoas podem melhorar a sua saúde bastante depressa. Estes efeitos colaterais são também sinais de desintoxicação – quando o organismo começa a utilizar reservas de gordura como fonte energética isto pode acontecer.

Quando uma pessoa ingere poucas calorias, começa a gastar as suas reservas de gordura. Nesta gordura existem toxinas e impurezas que são lançadas para a corrente sanguínea, causando estas dores de cabeça e outros efeitos colaterais.

Efeitos Colaterais da Dieta Hipocalórica

A alimentação convencional está sobrecarregada de carboidratos e açúcares e por consequência disso nós estamos habituados a utilizar estas fontes energéticas como combustível. Quando se faz a mudança para a queima de gordura estes efeitos podem ser esperados.

Para manter uma saúde equilibrada deve haver uma alimentação equilibrada e baseada em todos os grupos de alimentos saudáveis. Conseguir uma boa nutrição com menos de 1000 calorias por dia não é fácil por isso há que escolher bem os alimentos.

Depois de uma dieta hipocalórica existe sempre a probabilidade de voltar a ganhar o peso que perdeu se não mantiver um estilo de vida saudável com uma boa alimentação, exercício e uma melhor educação alimentar. As dietas hipocalóricas estão fora de moda pois existem planos mais fáceis de seguir para as pessoas que querem emagrecer.

Gostou? Então Compartilhe a Matéria

Curtiu? Então Comenta!!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nome*
E-mail*