Babosa – Guia Completo, Benefícios, Como Usar e para que Serve

Babosa – Guia Completo, Benefícios, Como Usar e para que Serve

Com espinhos nas folhas, a babosa é carnuda, firme e recheada com um gel capaz de fazer maravilhas para a saúde e a beleza. Típica do clima quente, a babosa é rica em lignina, minerais, cálcio, potássio, magnésio, zinco, sódio, cromo, cobre, cloro, ferro, manganês, betacaroteno (pró-vitamina A), vitaminas B6 (piridoxina), B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3, E (alfa tocoferol), C (ácido ascórbico), ácido fólico e colina.

Como medicamento, a babosa é indicada em casos de queimaduras, ferimentos, inflamações, para fortalecer o sistema imunológico, é vermífugo, digestivo, laxante, controla os níveis de açúcar no sangue e diversos tipos de tumores. Já na indústria cosmética, a babosa é amplamente utilizada para a fabricação de xampus, condicionadores, cremes faciais e corporais, contra problemas do couro cabeludo e para o fortalecimento dos cabelos.

A babosa é uma planta de origem africana, que pertence à família das Liláceas. Ela é muito parecida com um cacto e existem catalogadas mais de 300 espécies de babosa, embora a mais conhecida seja a Aloe vera. Usada por gregos, índios, Alexandre e até por Cleópatra

A babosa é uma das plantas medicinais mais antigas de que se tem notícia. Segundo historiadores o nome “Aloe” pode ser um derivado do grego aloe, do árabe alloeh ou do hebreu halal.

Mas, qualquer que seja a origem da palavra, em todos os casos, Aloe significa substância amarga e brilhante. Na índia, a babosa é conhecida como kumari e significa menina ou virgem, porque ela proporciona a renovação da natureza feminina.

Embora não se saiba quais foram os primeiros povos que conheceram os poderes medicinais da babosa, alguns historiadores afirmam que Alexandre, o Grande, não fazia uma única viagem sem levar com ele e seu exército folhas de babosa, que eram usadas como medicamento de primeiros socorros.

Os historiadores também afirmam que a babosa já era conhecida como grande aliada da beleza pela rainha Cleópatra, que utilizava a planta para manter sua pele e seus cabelos sempre lindos e saudáveis.

Outros estudos comprovaram que antigos povos indígenas que ocupavam a América do Norte e o México usavam a babosa para o tratamento da pele, dos cabelos e para problemas estomacais.

Isso comprova que eles já sabiam que o gel da babosa é um poderoso tônico para o fígado e o baço. Considerada também uma planta com poderes mágicos, a babosa era usada pelos indígenas peruanos para afastar maus espíritos.

Para isso, eles costumavam pendurar uma folha bem na porta de entrada de suas casas, garantindo assim a entrada- somente de boas vibrações.

Benefícios da Babosa para a saúde

Benefícios da Babosa para a saúde

A babosa vem sendo utilizada para fins medicinais desde os tempos antigos, principalmente para o tratamento de doenças da pele, tais como a acne queimaduras, a psoríase, a hanseníase e outras.

Ela é regeneradora e uma poderosa antioxidante natural, além de apresentar propriedades antibacterianas e cicatrizantes. A babosa também é excelente para a reidratação do tecido capilar, sendo bastante utilizada na indústria cosmética para o tratamento dos cabelos e também em produtos para tratamento de pele, principalmente cremes faciais e antirrugas.

Um dos usos mais populares e conhecidos da babosa é para o tratamento de queimaduras: quando a babosa é aplicada sobre uma região da pele que sofreu queimadura, ele tem um efeito analgésico imediato, aliviando a dor e reidratando o tecido queimado.

Estes efeitos terapêuticos da babosa decorrem do alto conteúdo de proteínas, vitaminas, diversas enzimas e de sais minerais presentes na aloe vera. Essas substâncias, quando em contato com a pele, penetram no tecido e levam os nutrientes até as células vivas, promovendo assim a cura e seu restabelecimento.

Propriedades medicinais da babosa

Inibidora da dor

Ferimentos, queimaduras, picadas de insetos e até hematomas ficam menos doloridos quando se aplica a babosa diretamente sobre o ferimento. Rica em lignina, substância que não é encontrada em nenhum produto industrializado, a babosa bloqueia a dor nas camadas mais profundas da pele.

Além de ser absorvida rapidamente pela pele, a babosa também atua na pele como um anti-inflamatório natural, o que contribui para diminuir a dor dos ferimentos.

Anti-inflamatória

A ação anti-inflamatória da babosa é tão poderosa quanto à da cortisona, com a vantagem de que não apresenta nenhum efeito colateral negativo.

Isso se deve às enzimas e outras substâncias presentes na babosa e é por isso que ela é tão indicada para vários problemas inflamatórios, como por exemplo, artrite, bursite ou picada de insetos. Nesses casos, o ideal é usar a babosa na forma de cataplasma, colocando seu gel em um tecido de algodão ou gaze e cobrindo o local inflamado.

Coagulante queratolítico

A babosa é rica em cálcio e potássio, substâncias e auxiliam a formação de uma verdadeira rede de fibras responsáveis por reter os eritrócitos do sangue e, consequentemente, permitindo a coagulação e a cicatrização mais rápidas Outro benefício do uso regular da babosa em ferimentos ou machucados é que sua ação queratolítica permite que a pele lesionada se desprenda mais rapidamente, renovando o tecido celular. Além disso, as substâncias presentes na babosa aumentam o fluxo sanguíneo através de veias e artérias, evitando a formação de pequenos coágulos.

Antibiótica

Vários estudos científicos já comprovaram que a babosa é capaz de inibir ou prevenir a ação devastadora de algumas bactérias, entre elas a salmonela e os estafilococos.

Regeneradora celular

O cálcio e o potássio, presentes em abundância na babosa, não apenas aceleram o crescimento de novas células como também eliminam as células velhas. Além disso, o cálcio ajuda a melhorar a saúde celular de todos os tecidos do organismo, prevenindo assim o câncer de pele. A babosa também contém 18 aminoácidos importantes para as proteínas, assim como diversos minerais, entre eles fósforo, cobre, ferro, manganês e sódio, que são tão importantes para a função celular.

Energética e nutritiva

Uma vez que a babosa age diretamente sobre a renovação celular, consequentemente também ajuda a melhorar o funcionamento do metabolismo celular e produzir a energia que necessitamos.

Outro fator importante é que a babosa é rica em vitamina C, fortalecendo o sistema imunológico, o sistema circulatório, o aparelho digestivo e o sistema cardiovascular, prevenindo assim uma série de doenças.

Além da vitamina C, a babosa é rica nas vitaminas B1, B5, B12 e A, além de possuir as enzimas necessárias para o processamento dos carboidratos, gorduras e proteínas.

Digestiva

A babosa é rica em enzimas, responsáveis por transformar as proteínas em aminoácidos, os carboidratos em açúcares e as gorduras em ácidos graxos. Uma vez transformados, esses elementos são absorvidos pelo intestino, melhorando o sistema digestivo e intestinal.

Desintoxicante

Graças ao potássio, mineral que é abundante na babosa, essa planta, que é uma verdadeira farmácia, é capaz de melhorar e estimular a função dos rins e do fígado, contribuindo com os processos de desintoxicação.

Outra substância presente na babosa é o ácido urônico, que tem como função eliminar as toxinas no nível celular.

Reidratante e cicatrizante

O gel da babosa tem a capacidade de penetrar nas camadas mais profundas da pele, restituindo os líquidos perdidos e restaurando os tecidos danificados, seja pela ação de ferimentos ou de queimaduras. Além disso, a babosa contém 18 dos 23 aminoácidos que o nosso organismo precisa para forma as células e os tecidos.

Rica em acemannan o carboidrato que combate vírus e bactérias

O maior diferencial da babosa das demais plantas medicinais é a presença do acemannan, um carboidrato complexo que, segundo pesquisas, é eficaz no combate a diferentes formas de vírus, bactérias e parasitas, além de aumentar a capacidade do sistema imunológico.

Até atingir a puberdade, o corpo humano produz essa substância, mas, passado esse período, a única forma de adquirir o acemannan é através da alimentação. Essa substância é a base das células que compõem o tecido conjuntivo, inclusive a pele, as mucosas, os tendões, articulações, as cartilagens e a parte de que se originam os ossos.

O acemannan também é muito importante para o pleno funcionamento do líquido sinovial, substância presente nas articulações. Assim, o uso regular da babosa, cujo gel é rico em acemannan, é indicado para prevenir casos de artrite, reumatismo e outros problemas de articulações.

Um dos maiores entusiastas do uso da babosa para problemas de articulação foi o pesquisador Dr. John C. Pittman, que, em 1992 afirmou que “acemannan possui propriedades antivirais, antibacterianas e antimicóticas que podem ajudar a controlar infestações por cândida e estabilizar a flora bacteriana dos órgãos digestivos”

O uso da babosa ajuda a curar muitas doenças

O uso da babosa ajuda a curar muitas doenças

  • Auxilia nos casos de artrites.
  • Funciona como controlador e redutor da pressão sanguínea e dos batimentos cardíacos.
  • Seu consumo moderado reduz o colesterol ruim.
  • Aprimora as funções vitais do fígado.
  • Seu conteúdo de cálcio fortalece os ossos, tornando-os mais sadios.
  • É também um agente regulador do sistema gastrointestinal, aprimorando o
  • funcionamento do cólon e auxiliando no tratamento de úlceras e gastrites.
  • Tem uma ação hipoglicemiante, ajudando a equilibrar o nível de açúcar no sangue.
  • Estimula o funcionamento do sistema imunológico.

Análises feitas em laboratório mostram que a babosa contém várias substâncias benéficas ao organismo. Entre elas estão alguns polissacarídeos que contêm glicose, galactose, tanino, esteróides e ácidos orgânicos.

Ela contém também substâncias antibióticas, enzimas de diversos tipos, vitaminas, minerais, sulfato, ferro, cálcio, cobre, sódio, potássio, manganês entre outras. Todos estes ingredientes estão presentes na geleia ou gel que fica no interior das folhas da babosa.

Cada uma destas substâncias apresenta uma ação específica no organismo, por exemplo:

  • Uma das enzimas auxilia no tratamento de cicatrizes
  • O cálcio, além de fortalecer os ossos, é responsável pelos processos de coagulação.
  • A vitamina C, presente em grande quantidade na babosa, ajuda na vitalidade dos vasos sanguíneos, ajudando assim na circulação
  • O potássio é fundamental para manter o ritmo e o equilíbrio dos batimentos cardíacos e atua nos rins, estimulando e aprimorando as funções renais.
  • O sódio, agindo conjuntamente com o potássio, é responsável pela hidratação do organismo.
  • O manganês atua juntamente com as enzimas, aprimorando o processo digestivo e evitando o surgimento de cálculos renais.
  • Por fim, o ferro é um componente essencial para o fortalecimento do sangue, ajudando na formação da hemoglobinas.

A babosa no tratamento do câncer

Frei Romano Zago nasceu em 1932 e, em 1958, ordenou-se sacerdote franciscano, após concluir os cursos de Filosofia e Teologia.

Em 1971, diplomou-se em Língua e Literatura Luso-brasileira, Francesa e Espanhola, pela Faculdade de Letras da PUC/RS Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e, em 1988, quando ficou à frente da Paróquia Santo Antônio, na cidade de Pouso Novo, começou a testar os benefícios de um preparado com Aloe vera arborescens, mel e aguardente, tendo alcançado algumas curas.

Graças às suas pesquisas, foi convidado para dar palestras em Israel e na Europa, até que escreveu o livro “O Câncer Tem Cura”, já traduzido para vários idiomas. Segundo Frei Romano Zago, a receita por ele utilizada é conhecida desde a Idade Média e não causa nenhum efeito colateral negativo.

Entretanto, ele recomenda que a utilização da babosa não substitui nenhum tratamento médico. Ao contrário, ela deve ser consumida complementarmente aos tratamentos convencionais.

Através de suas pesquisas, Frei Romano Zago descobriu que, dos 22 aminoácidos que nosso organismo necessita, a babosa concentra 18. Por isso, ele afirma que a planta é capaz de curar vários tipos de câncer, entre eles de cérebro, pulmão, fígado, intestino, garganta, mamas, útero, ovário, próstata, rins, pele e leucemia.

Além do câncer, Frei Romano Zago diz que a babosa cura outras doenças, como alergias, aftas, asma, anemia, cólicas, cãibras, artrose, queimaduras, insolação, doenças da pele, gangrena, diabetes, hemorróidas, furúnculos, feridas venéreas, infecção da bexiga e rins, reumatismo e insônia, entre outras.

Quanto à Aids, as pesquisas de Frei Zago dizem que a planta ainda não é capaz de curar a doença, mas diminui seu avanço no organismo.

A receita do Frei Zago

ingredientes

  • 1/2 kg de mel puro
  • 4 colheres (sopa) de aguardente, conhaque ou uísque
  • 2 folhas médias ou grandes de babosa

modo de preparo

Lave bem as folhas, retire os espinhos e corte-as em diversos pedaços. Coloque tudo em um triturador e deixe bater até desfazer os pedaços das folhas e se formar uma papinha.

Coloque a babosa triturada em uma vasilha e junte os outros ingredientes. O remédio estará pronto. Não é necessário guardá-lo em geladeira, mas é adequado resguardá-lo da luz. O ideal seria armazená-lo em um vidro escuro, bem fechado, em local pouco iluminado, seco e fresco.

modo de usar

Tome 1 colher (sopa) entre 15 e 30 minutos antes de cada refeição – café da manhã, almoço e jantar. Deve-se agitar o líquido antes de tomar. Use como preventivo.

Como usar a babosa no cabelo, na pele ou no suco

Como usar a babosa na pele em forma de gel

Entre as propriedades naturais da babosa está o seu poder antibacteriano e anti-inflamatório. Por isso, seu uso é indicado para o tratamento de doenças da pele e cabelos.

Quando o gel da babosa é aplicado diretamente sobre a pele seca, age imediatamente na regeneração dos tecidos e na melhora da circulação sanguínea.

Como cosmético, o gel de babosa é indicado para tirar manchas de pele e para diminuir as rugas e linhas de expressão, pois seu efeito antienvelhecimento é tão poderoso quanto o ácido retinoico, com a vantagem de não irritar a pele.

Usado diretamente no couro cabeludo, o gel da babosa é um excelente fortificante, evitando a queda dando um brilho especial aos fios e recuperando-os dos efeitos danosos das tinturas e dos processos químicos.

Como usar a babosa na pele em forma de pomada

Foram desenvolvidos vários produtos à base de babosa, cada um deles permitindo o melhor aproveitamento dos seus benefícios para cada necessidade específica.

Quando transformada em pomada, ela é indicada para combater rachaduras nos pés, especialmente nos calcanhares, unhas encravadas e suas complicações, odores nos pés e pele áspera.

A pomada de babosa também é indicada para psoríase, acne, eczemas e pequenas queimaduras, pois ela tem ação umectante, anti-inflamatória, refrescante, calmante e regeneradora de tecidos.

Essa pomada vem sendo utilizada para aliviar os sintomas de problemas decorrentes de artrite e reumatismo, diminuindo a dor e a inflamação.

Também é indicada contra queimaduras, picadas de insetos, erupções cutâneas, arranhões, e também acelera a cicatrização.

Como usar a babosa para fazer suco

Segundo os estudos do Frei Romano Zago, as propriedades da babosa estão concentradas nas suas folhas. Assim, quando batidas no liquidificador, resultam em um suco com propriedades refrigerantes e suavizantes.

O suco de babosa é rico em vitaminas e minerais, entre eles vitamina C, complexo B, ferro, cobre, cálcio, potássio e manganês. O consumo regular do suco de babosa estimula a irrigação do cólon, proporcionando uma verdadeira “faxina” nos aparelhos digestivo e intestinal, eliminando resíduos de alimentos, toxinas e bactérias.

O suco também é indicado para regular a produção de ácidos estomacais, prevenindo contra problemas como úlcera, má digestão, colite e síndrome do intestino irritável. Outra indicação para o suco de babosa é para diminuir os sintomas de problemas de articulação como artrite, artrose e reumatismo, agindo como analgésico e anti-inflamatório no alívio da dor e da inflamação.

O suco de babosa também vem sendo usado com sucesso para aumentar a produção de glóbulos brancos, contribuindo assim para que o organismo combata os vírus e as bactérias, assim como impedir o crescimento das células cancerosas.

Por essas propriedades, o suco de babosa vem sendo alvo de estudos científicos quanto aos efeitos que proporciona contra o câncer de mama, câncer de ovário, leucemia e doenças do sangue.

Assim como o gel, o suco de babosa também tem várias indicações para uso tópico, seja como xampu, protetor solar, sabonete, cremes contra acne ou rejuvenescedores, ou ainda para aliviar queimaduras, reduzir a vermelhidão, ajudar a melhorar as condições de eczema, vitiligo e psoríase, suavizar a pele, fortalecer os músculos, além de aumentar a resistência física e a energia.

Como usar a babosa para amenizar problemas no estomago

Ela é indicada para problemas estomacais, bastando para isso usar de cinco a dez gotas diluídas em meio copo de água. Como laxante, deve-se tomar de 20 a 40 gotas, também diluídas em meio cálice de água.

A tintura também pode ser usada em forma de compressas ou para massagear regiões afetadas por contusões, entorses, dores nas articulações, problemas de reumatismo, artrite ou artrose, picadas de insetos, etc.

Modo de preparo do tônico de babosa

Para se fazer o tônico de babosa, é necessário fermentar o gel da planta com mel e especiarias. A sugestão é utilizar três folhas de babosa grandes, colhidas logo ao amanhecer.

Limpe as folhas com um pano úmido, retire os espinhos, corte em pedaços e bata no liquidificador, com litro de mel puro e uma colher (sopa) de aguardente ou algum outro destilado (uísque, conhaque, rum, etc). Coe e guarde em vidro esterilizado e bem fechado. Tome três colheres (sopa) ao dia.

Como usar a babosa para curar hemorroidas

Quem já usou garante que não tem coisa melhor para resolver de uma vez por todas os problemas de hemorróidas do que a babosa. Para essa finalidade, o ideal é utilizar a planta em forma de supositório, que pode ser feito em casa.

Como auxiliar no tratamento de hemorroidas, procure modificar seus hábitos alimentares, dando preferência a uma alimentação mais natural, com verduras, frutas, legumes e fibras. Outra dica é beber o gel da babosa com suco de frutas logo pela manhã, o que facilita o trânsito intestinal e evita o surgimento de hemorroidas.

Como fazer o remédio caseiro para hemorroidas com babosa

Corte uma folha de babosa bem suculenta, preferencialmente uma mais velha. Deixe escorrer a aloína por pelo menos 12 horas. Depois desse tempo, limpe a folha com 1 pano úmido e corte 2 dedos aproximadamente.

Não é preciso tirar a casca e, se preferir, tire somente de um lado para que o outro possa sustentar o gel. Leve para congelar ou apenas gelar por aproximadamente meia hora.

Descasque e use o gel duas ou três vezes ao dia. Antes de utilizar, lave muito bem as mãos ou use luvas cirúrgicas. O pedaço gelado ou congelado deve ser introduzido no orifício anal, mas o processo deve ser rápido porque o gel descongela facilmente.

Cuidados e cautelas na utilização da babosa

Apesar de todos os seus efeitos bastante benéficos para a saúde e de sua eficácia no tratamento de algumas doenças e de alguns males, a babosa deve ser utilizada com cuidado e moderação.

O uso abusivo desta planta pode causar efeitos colaterais bastante fortes e até mesmo perigosos. Os principais componentes da babosa, que são a aloína, aloeferon, aloetina e barbalodina, conferem os benefícios medicinais da planta.

Porém, apesar de estes componentes possuírem substâncias benéficas, provocam um aumento do fluxo sanguíneo, extremamente prejudicial para gestantes.

Portanto, deve-se ter em mente que a babosa é contraindicada para mulheres grávidas. Por sua vez, a Aloe vera, quando tomada em doses elevadas, pode causar vômitos fortes e se tornar um purgante dos mais terríveis e poderosos.

Por isso, não se deve dar produtos ou remédios caseiros à base de babosa para crianças. E no caso específico da Aloe vera, seu uso interno também é contraindicado para quem tem problemas de varizes, hemorróidas, infecções renais, enterocolite, apendicite, prostatite e cistite.

Estas restrições se referem ao uso interno da babosa, por meio de medicamentos ou remédios. O uso externo, por meio de aplicações sobre a pele, não apresenta contra indicação alguma e é amplamente adotado tanto na medicina natural quanto na indústria cosmética.

Receitas com babosa que são verdadeiros remédios naturais

Xarope de babosa para tratamento de bronquite

Tempo de preparo: 5 minutos

ingredientes

  • 1 kg de açúcar
  • 6 cravos-da-índia
  • 3 pedaços de canela
  • 2 folhas de babosa
  • 2 litros de água mineral ou filtrada

modo de preparo

Coloque as folhas de babosa no fogo e deixe cozinhar. Depois de bem cozidas, retire do fogo e aguarde até esfriar. Já frias, coloque as folhas cozidas no liquidificador, bata bem e coloque novamente na panela, acrescentando agora o açúcar, o cravo e a canela.

Deixe cozinhar novamente até que a mistura adquira a consistência de um xarope. Por fim, retire do fogo, aguarde até esfriar e guarde em um recipiente de vidro bem limpo e bem seco.

modo de usar

Beba três copos pequenos desse xarope ao longo do dia durante ao menos três semanas.

Preparado de babosa com mel para prisão de ventre

Tempo de preparo: 5 minutos

ingredientes

  • 1 porção de polpa de babosa
  • 1 porção de mel

modo de preparo

Coloque a babosa e o mel em proporções iguais em um mesmo recipiente e misture bem.

modo de usar

Beba uma única colher deste preparado assim que estiver pronto.

Como usar a babosa no cabelo, na pele ou no suco

Receitas com babosa para pele e cabelo

Máscara caseira de babosa para pele seca

Tempo de preparo: 5 minutos

ingredientes

  • 1 colher (sopa) de polpa de babosa
  • 1 colher (sopa) de creme de leite

modo de preparo

Coloque os ingredientes em um recipiente limpo e misture bem, até que a mistura fique bem homogênea.

modo de usar

Lave bem o rosto e aplique a máscara. Aguarde até secar, aplique outra camada em seguida e assim, sucessivamente. Quando a última camada estiver seca, lave o rosto com água morna.

Sabonete natural refrescante à base de babosa

Tempo de preparo: 10 minutos

ingredientes

  • 100 g de glicerina
  • 5 ml de essência de menta
  • 5 ml de extrato de babosa

modo de preparo

Derreta a glicerina em banho-maria. Depois que estiver derretida, acrescente a menta e a babosa e misture bem. Em seguida, despeje a mistura ainda líquida nas fôrmas apropriadas e deixe endurecer.

modo de usar

Depois de esfriar e endurecer, embrulhe os sabonetes em embalagem de papel-celofane e guarde no guarda roupa para usar normalmente como qualquer sabonete industrial.

Gostou? Então Compartilhe a Matéria

Curtiu? Então Comenta!!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nome*
E-mail*