14 Alimentos que Diminuem o Triglicérides no Sangue

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • 7
  •  
    8
    Shares
14 Alimentos que Diminuem o Triglicérides no Sangue

Dicas simples são capazes de diminuir o triglicérides, como evitar o consumo de bebidas alcoólicas, praticar atividades físicas e fazer refeições equilibradas, investindo em alimentos integrais!

Veja alguns dos alimentos que trazem benefícios:

Alimentos que Diminuem o Triglicérides no Sangue

Abacate

A fruta possui gorduras boas em sua composição, ajudando no equilíbrio das taxas de triglicérides e consequentemente, contribuindo para a saúde do coração. Rico em vitaminas e minerais, o abacate também possui propriedades antioxidantes.

Cereais integrais

Fonte de fibras solúveis e insolúveis, elas auxiliam na perda de peso e no sistema cardiovascular. As fibras solúveis são aquelas que ao se misturar com a água formam uma espécie de gel, trazendo maior sensação de saciedade e controlando também os níveis de glicose e colesterol. Já as insolúveis são responsáveis por ajudar na digestão e na saúde do sistema digestivo.

Óleo de linhaça

Entre os muitos benefícios desse óleo de linhaça se destacam a diminuição do colesterol ruim e elevação do bom, quantidade expressiva de ômega-3, ação antioxidante e prevenção de doenças cardiovasculares.

Atum

Esse peixe é fonte de ômega-3, ácido graxo capaz de influenciar nas taxas de triglicérides, fazendo-as diminuir. Esse efeito acontece também com o colesterol do organismo.

Folhas verde escuras

Ricas em vitaminas, minerais e fibras, esses vegetais turbinam a imunidade e podem substituir derivados de leite no que diz respeito ao consumo de cálcio. Entre as folhas se destacam o agrião, a couve, a escarola, o espinafre e o brócolis, dos quais podem ser feitas saladas, sucos, recheios para diversos pratos, entre outras receitas.

Laranja

laranja é um dos Alimentos que Diminuem o Triglicérides

Fonte de vitamina C, a laranja vai atuar, principalmente, como oferta de fibras insolúveis, pectina que torna lenta a absorção do carboidrato. Aspecto positivo para o controle do triglicérides que também reduz os níveis séricos e hepáticos de colesterol.

Leites vegetais

São derivados de sementes oleaginosas, cereais e grãos. Essas versões possuem baixo teor calórico e são isentos de gorduras saturadas. São leites leves e de fácil digestão e versáteis no uso diário. É possível substituir o leite de vaca em diversas receitas: pães, bolos, panquecas, biscoitos, sorvetes, vitaminas ou qualquer outra opção que leve leite.

Suco de beterraba

Alguns vegetais não podem ser consumidos crus porque precisam do cozimento para neutralizar substâncias que podem ser tóxicas para o organismo quando estão in natura – caso da mandioca.

Porém, quando não há contraindicações como essa consumir legumes e verduras cruas é a melhor forma de aproveitar todos os nutrientes que esses vegetais oferecem.

A vitamina C e a betalaína, por exemplo, perdem-se facilmente em contato com o calor. Crua, a beterraba pode ser ralada em saladas ou batida no liquidificador com frutas e vitaminas.

Ela acrescenta cor e nutrientes às bebidas sem deixar tanto o sabor marcante. Apesar de muitas pessoas associarem a beterraba à alta quantidade de açúcar, o alimento pode ser consumido por diabéticos.

Ela deve apenas ser incluída dentro de uma alimentação equilibrada, sem exageros assim como qualquer outro legume.

Lentilha

Famosa em pratos natalinos, ela pode ser substituída pelo feijão tradicional algumas vezes por semana, já que é altamente rica em ferro, cálcio, fibras e muitos antioxidantes.

Milho

Grande fonte de carboidratos, dentre entre eles, o amido, o milho é um alimento que fornece energia, é rico em vitaminas E e do complexo B e contém carotenóides, que têm ação antioxidante.

Ervilha

O grão contém altas quantidades de fibras solúveis, além de ser rico em sais minerais, ferro e demais nutrientes. Além disso, possui substâncias antioxidantes, que realizam uma grande limpeza nas artérias.

Pão integral

As vezes, é muito difícil resistir ao pãozinho francês da padaria, no entanto, quando se trata de nutrientes, o melhor é optar pelo pão integral. Para quem não gosta das versões encontradas nos supermercados, uma boa opção é prepará-lo em casa, com grãos diversificados e farinhas funcionais.

Macarrão integral

A versão comum do alimento é altamente rica em carboidratos simples, ou seja, que são absorvidos rapidamente pelo sangue. Já a integral preserva uma quantidade excelente de fibras, que colaboram para combater a gordura das artérias e, de quebra, regular o intestino.

Noz moscada

Ela tem a vantagem de promover bem-estar ao sistema gastrointestinal, favorecendo a digestão e, também, a limpeza das artérias.

Curtiu? Então Comenta!!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não Perca nossos  SORTEIOS , Cadastre seu e-mail

Cadastre seu e-mail e além de participar dos sorteios que estamos preparando, receba nossas atualizações diretamente em seu e-mail :-)
Cadastre-se 
Não perca esta chance!!!
close-link