Os 5 Alimentos que Causam Dor de Cabeça, Enxaqueca e Cefaleia

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • 101
  •  
    102
    Shares
Os 5 Alimentos que Causam Dor de Cabeça, Enxaqueca e Cefaleia

Os inimigos do seu cérebro costumam estimular os sintomas de dor, alterar o calibre dos vasos sanguíneos da região craniana, aumentar a intensidade da dor, deflagrar crises ou levar a situações estressantes. Fique atento aos Alimentos que Causam Dor de Cabeça para controlar os sintomas de enxaqueca e cefaleia.

Acompanhe o ranking dos piores alimentos que causam dor de cabeça, enxaqueca e as cefaleias

1. Alimentos gordurosos

Alimentos gordurosos - alimentos que causam dor de cabeça, enxaqueca e cefaleia

Eles são fonte de ácidos, como o oleico que podem causar contração dos vasos e, assim, promover dores de cabeça. Leite e derivados, também estimulam os sintomas da dor, pois possuem tipos de proteínas causadoras de alergias, como a caseína. Evite, principalmente, os de cor amarela.

2. Embutidos

Embutidos - alimentos que causam dor de cabeça, enxaqueca e cefaleia

Salame, linguiça, salsicha, presunto. Alimentos embutidos são fontes de nitrato, que pode alterar o calibre dos vasos e desencadear a dor de cabeça.

3. Cafeína

Cafeína - alimentos que causam dor de cabeça, enxaqueca e cefaleia

Café, refrigerante, chá preto ou energéticos podem gerar abstinência, irritabilidade e consequentemente, dor. Combinados a medicamentos que acabam com a dor de cabeça que já contenham cafeína, como alguns analgésicos, podem agravar as cefaleias.

4. Álcool

Álcool - alimentos que causam dor de cabeça, enxaqueca e cefaleia

Bebidas alcoólicas possuem histamina e tiramina, que podem agravar os sintomas da dor. A cerveja, assim como demais alimentos fontes de aminas (chocolate e queijo, por exemplo), possui outro agravante: altera o calibre dos vasos piorando a dor de cabeça.

5. Adoçantes

Adoçantes - alimentos que causam dor de cabeça, enxaqueca e cefaleia

Componentes dietéticas, como o aspartame, promovem a ação de metabolizar a fenilalanina, substância que pode desencadear a dor de cabeça. Bebidas produzidas com adoçantes como os refrigerantes, também criam o mesmo efeito.

Uma pesquisa publicada em 2012 no The American Journal of Clinical Nutrition sugere que que adoçantes à base de aspartame podem problemas neurológicos e cânceres. E nem mesmo adoçantes naturais, como a estévia é livre de perigos.

O açúcar branco ou mascavo é considerado o adoçante mais seguro; porém, para evitar o risco de obesidade, consuma-o em doses moderadas.

Vale lembrar que alimentos em versão diet, como gelatinas, sorvetes e balas, também possuem altas doses de aspartame, e por isso, devem ser evitados.

Outro componente industrializado nocivo para as dores é o glutamato monossódico, presente em diversos alimentos, como temperos, macarrão instantâneo, caldos prontos, salgadinhos, bolachas salgada e sopas prontas.

Cuide do intestino

A dor de cabeça crônica, que assola principalmente a população de mulheres (4 para cada homem), é originada em 90% dos casos por distúrbios digestivos.

Alimentos feitos de farinhas refinadas (sem fibras), como pão branco, biscoitos, bolachas, mingaus, macarrão, bolos e pizzas dificultam o trânsito intestinal, podendo gerar intensas crises. Aposte nos alimentos que acabam com as dores de cabeça, cefaleia e enxaqueca para acabar com este mal.

Vitamina B12: essencial para o sistema nervoso

Também chamada de cobalamina, a vitamina B12 é amigo do metabolismo de todas as células, especialmente as do trato gastrointestinal, às da medula óssea e às do sistema nervoso.

Juntamente com o ferro, o ácido fólico, o cobre e a vitamina C e a B6 é necessária à produção das hemácias.

Ela atua na formação da bainha de mielina, sendo fundamental ao bom funcionamento de todo o sistema nervoso.

Sua deficiência pode causar problemas hematológicos (anemia perniciosa) ou neurológicos e sugere alimentos para o consumo da B12.

Veja os alimentos que mais possuem a vitamina B12

Carnes Vermelhas

alimento (100g) vitamina B12 medida caseira
Bife de fígado cozido 112 1 unidade pequena
Bife de coração cozido 141 1 c. servir cheia
Bife cozido 2,5 1 unidade pequena
Carneiro cozido 2,4 1 c. servir cheia
Carne de porco cozida 0,6 1 c. servir cheia

Frutos do mar peixe

alimento (100g) vitamina B12 medida caseira
Mariscos no vapor 99 2 c. servir cheias
Ostras cozidas 27 10 unidades
Ostras cruas 16 10 unidades
Arenque cozido 10 1 posta pequena
Caranguejo cozido 9 2 c. servir
Truta cozida 5 1 unidade pequena
Salmão cozido 2,8 1 unidade pequena
Atum cozido 1,8 1 posta pequena
Camarão cozido 1,5 6 unidade médias

Aves

alimento (100g) vitamina B12 medida caseira
Fígado de frango cozido 19 3 unidade
Ovo cozido (50g) 0,49 1 unidade
Frango cozido carne clara 0,36 1 filé pequena

Leites e Derivados

alimento (100g) vitamina B12 medida caseira
Iogurte com pouca gordura (245g) 1,4 1 copo
Leite desnatado (245g) 0,93 1 copo
Leite Integral (245g) 0,87 1 copo
Queijo cottage (245g) 0,8 1 colher de soja

Vitamina B2: fermento para as suas células

A B2, ou riboflavina, aumenta a energia das células cerebrais. Está ligada ainda à síntese de nutrientes, ao metabolismo de gorduras, açúcares e proteínas. Veja onde encontrá-la:

alimento (100g) vitamina B12 medida caseira
Morango 0,9 ½ xícara chá
Pão francês 0,33 2 unidade
Tofu 0,9 4 fatias grossas
Farelo de aveia 1,16 10 c. sopa
Farinha de aveia 0,02 12 c. sopa
Pistache 0,17 ½ xicara chá
Brócolis cozido 0,1 1 pires de chá cheio
Couve de Bruxelas cozida 0,12 1 pires de chá
Semente de girassol 0,13 ¾ xícara de chá
Alcachofra cozida inteira 0,08 ½ unidade
Lentilha cozida 0,08 1 concha pequena
Acelga cozida 0,07 1 pires de chá

Curtiu? Então Comenta!!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *