8 Passos Simples de como Secar a Barriga

  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • 10
  •  
    12
    Shares
8 Passos Simples de como Secar a Barriga

Pode acreditar: dá, sim, para zerar o abdômen e secar a barriga até o verão que já está batendo à porta. Não, não vamos falar de dietas milagrosas, mas de truques simples revelados por especialistas em nutrição. Claro que nem por isso você vai deixar de lado os exercícios e a alimentação balanceada – a dupla que combate a gordura pra valer.

Veja como secar a barriga e derreter a gordura do abdômen

8 Passos Simples de como Secar a Barriga

BOTE OS DENTES PARA TRABALHAR

Mastigar bem faz toda a diferença se você pretende secar a barriga. “Quanto mais você fracionar o alimento, mais fácil fica a digestão, o que evita aquele efeito estufa no abdômen”. Se não mastigamos, há uma sobrecarga no estômago e um aporte maior de fluxo sanguíneo, o que distende essa região.

COMA MENOS E MAIS VEZES

Excesso de comida faz volume no estômago. Por isso, diminua o tamanho das refeições principais e faça pequenos lanches entre elas. “Procure também se alimentar sem pressa e em ambiente calmo. Quem come num piscar de olhos tende a engolir mais ar, o que também aumenta a barriga”.

PREFIRA OS ALIMENTOS DE FÁCIL DIGESTÃO

Alguns itens, como as frutas, os grãos integrais e as verduras, passam mais rapidamente pelo intestino e azeitam seu funcionamento. Já os de absorção lenta favorecem a fermentação, responsável pelo aspecto de barriga inchada. “Logo, evite comidas gordurosas, como queijos, carne vermelha, grão-de-bico, repolho, couve-flor e doces caso você esteja buscando secar a barriga”.

CAPRICHE NAS FIBRAS, MAS SEM EXAGERO

Elas ajudam o intestino a funcionar, o que elimina aquele aspecto de abdômen estufado. E estão presentes nas frutas, nas hortaliças e nos produtos integrais, como granola, aveia e linhaça. Mas exagerar na dose pode ter o efeito contrário, provocando cólicas e inchaço. “Para facilitar a eliminação do excesso, é importante beber bastante líquido durante o dia”.

TROQUE OS REFINADOS POR INTEGRAIS

Deixe de lado o pão, o arroz, a farinha e a massa convencional e opte pelas versões integrais. De novo, além de terem mais fibras e ajudarem o intestino a funcionar melhor, esses alimentos baixam o índice glicêmico, o que evita a produção excessiva de insulina, hormônio que estimula o organismo a estocar gordura.

MANEIRE NO SALGADO

Evite alimentos muito condimentados e/ou salgados. Excesso de sódio provoca retenção hídrica, responsável pelo aspecto de inchaço no corpo — inclusive na barriga, claro. “Os condimentos irritam o intestino e aumentam a formação de gases”.

Portanto, olho vivo nos vilões: azeitonas, anchovas, salgadinhos em geral, picles, carne seca, defumados e embutidos (salame, presunto, bacon), queijos salgados e muito temperados (gorgonzola, parmesão, roquefort), catchup e molhos prontos para saladas. Fuja destes alimentos se você esta querendo a melhor solução para secar a barriga.

BEBA ÁGUA, MUITA ÁGUA

Pelo menos dois litros de água ao longo do dia, mas não durante as refeições, o que dificulta a digestão e favorece a fermentação – e o aumento do volume abdominal.

Os líquidos, como água, chás e sucos, além de ajudarem a regular o intestino, permitem também a eliminação do sal.

Quanto mais se bebe, mais diluído fica o sódio e mais facilmente ele vai embora com a urina. Mas bebidas gasosas ficam fora dessa, pois dilatam a barriga. Alimentos ricos em potássio (caso das frutas e dos legumes) são outros que contribuem nessa tarefa de expulsar o sal que ficou sobrando. Você também pode provas as águas preparadas.

DÊ UMA CHANCE PARA A GORDURA DO BEM

Já está provado que alguns tipos, como a mono e a poli insaturada – em doses moderadas, bem entendido -, agem contra os pneuzinhos, principalmente no abdômen.

Além disso, elas são capazes de baixar o índice glicêmico da refeição, o que reduz a produção de insulina — ela de novo! Por isso, abra espaço no seu cardápio para o azeite de oliva, o abacate e as frutas oleaginosas, como a castanha-do-pará e a amêndoa.

Este post tem 2 Comentários

    • Dietas Resposta

      que bom que foi útil, esperamos que você volte 🙂 E não se esqueça de se inscrever em nosso newslatters para receber as matérias direto em seu e-mail 🙂

Curtiu? Então Comenta!!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *